terça-feira, 24 de janeiro de 2012

1822


Para quem gosta de História do Brasil e não está mais no Ensino Médio e nem optou pela carreira de historiador, 1822 é uma leitura extremamente válida.
O livro, espécie de continuação da obra 1808, também de Laurentino Gomes, conta o momento histórico posterior à fuga de Dom João VI, a pressão pela independência brasileira e as dificuldades de Dom Pedro II em governar um “país livre”.
Escrito de forma de fácil compreensão e leitura, o livro ajuda a conhecer um pouco mais do que os professores ensinaram quando, em sala de aula, contaram sobre o Grito do Ipiranga e a célebre expressão “Independência ou Morte!”.
Laurentino Gomes fez um excelente trabalho de pesquisa jornalística e reuniu depoimentos e documentos históricos que ajudam a dar consistência ao livro. Por se tratar de um livro reportagem, todas as fontes são citadas o que ajuda à quem se interessar pelo assunto ir em busca de abordagens mais profundas.
Com uma linguagem muito mais acessível do que os tradicionais livros de história, 1822 ajuda a desvendar mais um capítulo da conturbada história brasileira. E, conhecer a história do próprio país, mesmo que através de best sellers é fundamental para qualquer brasileiro entender o porquê da situação atual. Afinal, o clichê não poderia ser mais verdadeiro: a história sempre se repete.

2 comentários:

  1. Eu gostei de 1808 e quero ler esse.
    Algumas coisas parecem mentira, mas é só assistir os jornais hoje que também estão cheios de coisas que parecem mentira né. heuh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. O Brasil parece ser feito de mentiras. ;)

      Excluir